sábado, 4 de julho de 2009

A Noite na Ilha



Dormi contigo a noite inteira junto do mar, na ilha.
Selvagem e doce eras entre o prazer e o sono,
entre o fogo e a água.
Talvez bem tarde nossos sonos se uniram na altura
e no fundo, em cima como ramos que um mesmo
vento move, embaixo como raízes vermelhas que se tocam.

Talvez teu sono se separou do meu e pelo mar escuro
me procurava como antes, quando nem existias, quando
sem te enxergar naveguei a teu lado e teus olhos buscavam
o que agora - pão, vinho, amor e cólera - te dou, cheias as mãos,
porque tu és a taça que só esperava os dons da minha vida.

Dormi junto contigo a noite inteira, enquanto a escura terra
gira com vivos e com mortos, de repente desperto e no meio
da sombra meu braço rodeava tua cintura.
Nem a noite nem o sonho puderam separar-nos. Dormi contigo, amor, despertei, e tua boca
saída de teu sono me deu o sabor da terra, de água-marinha, de algas, de tua íntima vida,
e recebi teu beijo molhado pela aurora como se me chegasse do mar que nos rodeia.
" poema de Pablo Neruda "

7 comentários:

Desnuda disse...

Que M A R A V I L H AAAA!!! Obrigada por esta excelente partilha. A foto, linda.


Beijos e ótimo fim de semana.

guerreira templante disse...

isso parece um belissimo e desejado sonho!bom fim de semana!

¿ ɐɥɔoɹ ɐןoןן disse...

huruuuuuuuu

mando ver

Joli disse...

Obrigado pelo teu comentário :DDD

Uau, perfeito *.* Fiquei completamente presa a cada palavra enquanto lia ^^

Beijinho*

Chinha disse...

Um texto lindo numa noite que parece não ter fim , por estar envolta em volupias de amor.

Boa semana


bjinhos

farfalla disse...

Obrigada pela visita ;)

Boa escolha

_baci_

Faça a Diferença !!! disse...

Oi pessoal,

Valeu pelos comentários, OBRIGADO!!!

Continuem por favor, comentando...

É muito importante tais comentátios.

Abração,
Ricardo Sérgio